Adaptação do Aluno

ORIENTAÇÕES A RESPEITO DO PROCESSO DE ADAPTAÇÃO

1. A vinda da criança para a escola deve ser preparada; entretanto, evite longas explicações para ela, pois isso pode despertar insegurança.

2. A separação, apesar de necessária, poderá ser um processo doloroso tanto para a criança quanto para os pais, mas será superada com o tempo.

3. Mostrem com entusiasmo a lancheira, a mochila e o uniforme para que seu filho vá se acostumando com a ideia de ir para a escola.

4. Cuidados devem ser tomados nesse período de adaptação em relação à: troca recente de residência, retirada de chupeta, troca de mobília do quarto da criança, perda do animal de estimação ou de parente próximo.

5. O choro, na hora da separação, é comum e nem sempre significa que a criança não queira ficar na escola.

6. No horário da saída, a criança poderá chorar como um desabafo das tensões desse período de adaptação, mas não se preocupem, pois certamente ela aproveitou todos os momentos vivenciados na escola.

7. A ausência do choro não significa que a criança não esteja sentindo a separação.

8. Evite comentários com a professora e/ ou parentes, a respeito da adaptação da criança, na presença dela.

9. Cabe ao pai ou à mãe entregar a criança à professora, se estiver no colo, colocando-a no chão e incentivando-a a ficar na escola. Não é recomendável deixar a professora com o encargo de retirar a criança do colo da mãe ou do pai.

11. Nunca saia escondido de seu filho. Despeça-se naturalmente e deixe claro que você irá voltar.

12. A sala de aula é um espaço que deve ser respeitado e sua presença nela, além de dificultar a compreensão da separação, fará as outras crianças cobrarem a presença de seus pais.

13. Incentive a criança a procurar sua professora quando necessitar de ajuda, para que crie laço afetivo com ela.

14. Se os pais confiam na escola, sentirão segurança na separação e esse sentimento será transmitido à criança, que entenderá melhor a nova situação.

15. O período de adaptação varia de criança para criança, é único e deve ser avaliado individualmente.

16. Poderão ocorrer algumas regressões de comportamento durante o período de adaptação, assim como alguns sintomas psicossomáticos (febre, vômitos etc.).

17. Existem crianças que, já no primeiro dia, se despedem da mãe e do pai e se integram com as crianças e professoras. Alguns pais ficam muito decepcionados, mas isso não significa que os filhos não os amam. É apenas uma reação diferente.

PROCESSO DE ADAPTAÇÃO DURANTE O ANO LETIVO

Uma mudança de escola é sempre um pouco mais difícil. Por isso, deve ser muito bem planejada pela família. O ideal é que a criança conheça a escola e os professores e a equipe Pedagógica antes de começar a fazer a adaptação. Isso é importante para que a criança/adolescente tenha referências, saiba a quem recorrer caso tenha dúvidas ou problemas.

Além disso, é fundamental que o aluno entenda por que essa mudança de escola está ocorrendo.

O melhor é ser transparente.

Os pais além de acompanhar os primeiros dias da criança na escola, é importante que se envolvam, conheçam as instalações da escola, os professores, os coordenadores e os pais dos outros alunos.

Dica importante:
Não bombardeie seu filho com perguntas nos primeiros dias, pois ele está em processo de adaptação e assimilação de um novo ambiente escolar. É importante escutar o que ele tem a dizer e perguntar o que aprendeu, mas nunca o pressione por respostas. Respeite o tempo de seu filho. Procure a escola em caso de qualquer dúvida.

Scroll To Top
Descargar musica